Apiários Lambertucci | Página 10 de 15 | Naturalmente o Melhor!Apiários Lambertucci | Naturalmente o Melhor! | Página 10

903-2015

propolis-lambertucci-contra-dengue

A Dengue

A dengue é uma doença febril aguda causada por um vírus, sendo um dos principais problemas de saúde pública no mundo. O seu principal vetor de transmissão é o mosquito Aedes aegypti, que se desenvolve em áreas tropicais e subtropicais.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que entre 50 a 100 milhões de pessoas se infectem anualmente com a dengue em mais de 100 países de todos os continentes, exceto a Europa. Cerca de 550 mil doentes necessitam de hospitalização e 20 mil morrem em consequência da dengue.

Sintomas da dengue clássica

Os sintomas da dengue iniciam de uma hora para outra e duram entre 5 a 7 dias. Os principais sinais são:

  • Febre alta com início súbito (39° a 40°C)
  • Forte dor de cabeça
  • Dor atrás dos olhos, que piora com o movimento dos mesmos
  • Perda do paladar e apetite
  • Manchas e erupções na pele semelhantes ao sarampo, principalmente no tórax e membros superiores
  • Náuseas e vômitos
  • Tontura
  • Extremo cansaço
  • Moleza e dor no corpo
  • Muitas dores nos ossos e articulações
  • Dor abdominal (principalmente em crianças).

Usar Própolis como repelente natural para mosquito da Dengue

Segundo o biólogo Gilvan Barbosa Gama, de Florianópolis, basta tomar algumas gotas diárias para que o mosquito nem se aproxime! Ninguém divulga porquê não há interesse, a própolis é barata e não enriquece ninguém, as indústrias farmacêuticas ganham fortunas com remédios para amenizar os sintomas da dengue.

Com o apoio da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), que divulga seu trabalho, Gama está em busca do reconhecimento científico dos benefícios proporcionados pelo própolis e em breve pretende repassar seus conhecimentos para as Secretarias de Saúde de todo o país.

Uso Preventivo A tintura de Própolis na prevenção aos mosquitos da dengue, deve ser ingerida da seguinte forma: Adultos: de 30 a 40 gotas diluídas em água (ausente de cloro). Um copo a cada 6hs. Crianças: crianças de 0 a 10 anos deverão tomar a metade do peso corporal em gotas diluídas em água sem cloro (quantidade a critério).

Não esquecer de fazer o teste ALÉRGICO para ver se quem vai tomar a própolis não é alérgico a ela. É muito rara esta sensibilidade mas pode ocorrer. Caso queira trocar a água sem cloro pela água de coco, é uma excelente pedida.

Esse é um dos vários benefícios do uso de Própolis.

Clique aqui para conhecer o Própolis Lambertucci.

propolis-lambertucci

Prevenção da Dengue

É importante ficar atento a essas dicas para evitar a Dengue:

prevencao-dengue

Gostou do artigo? Curta e compartilhe! Ajude a divulgar.

Fontes:
http://www.plantasquecuram.com.br/ervas/propolis.html
http://www.minhavida.com.br/saude/temas/dengue

Imagens:
http://www.observatoriodaserra.com.br/
http://www.criasaude.com.br/

Continue Lendo Categoria: Receitas e Dicas

303-2015

Postagens

Única produtora brasileira de mel na Gulfood, a paulista Lambertucci negocia a venda de variedades exóticas para o Líbano.

Aurea Santos, enviada especial

Dubai – Com uma produção de 300 toneladas mensais de mel puro, a Lambertucci, empresa de Rio Claro (SP), exporta para sete países e agora quer entrar no mercado árabe. A companhia é a única produtora de mel entre os 72 expositores brasileiros que participam esta semana da Gulfood, feira do setor alimentício em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.

imagem

Joelma diz que o mercado é promissor

“Fizemos uma missão prospectiva com a Abemel (Associação Brasileira dos Exportadores de Mel) em novembro para ver as possibilidades de abrir mercado. Estivemos nos pontos de venda, fizemos algumas reuniões com empresas que trabalham com mel e coletamos amostras dos produtos [vendidos nos Emirado] para saber a qualidade”, contou Joelma Lambertucci, diretora da marca.

Esta é a primeira vez que a empresa participa da Gulfood. A empresária destaca o potencial do mercado da região e aposta na qualidade de seu produto. “É um mercado bastante consumidor de mel e no Brasil nós temos uma qualidade muito superior à do produto que é vendido aqui”, afirmou.

Para ela, o maior desafio para ter sucesso no mercado árabe é conseguir fazer um trabalho de divulgação do produto, para que o consumidor aceite pagar um preço mais elevado por um produto de qualidade. Segundo ela, atualmente o mercado árabe consome um volume muito grande de mel a um preço muito baixo.

“Chega a época do Ramadã e eles utilizam muito mel. Faz parte do consumo deles”, destacou a empresária, referindo-se ao mês sagrado para os muçulmanos. Ela também aposta na venda de própolis, produto que, de acordo com ela, é novidade para os consumidores árabes.

“Eles não conhecem o produto e os efeitos para a saúde. Vemos uma oportunidade grande, mas é preciso investimento alto em comunicação ao consumidor”, disse.

A Lambertucci exporta mel para o Canadá, Estados Unidos, Japão Alemanha, China, Inglaterra e Taiwan. Os três primeiros são os principais destinos dos produtos da empresa, que dedica 50% de sua produção às vendas externas. Os mercados japonês e chinês também compram própolis da empresa paulista.

“Agora vamos exportar para cá (mercado árabe)”, afirmou a empresária, empolgada com a participação na feira e com o estande sempre cheio de potenciais clientes. “Estou quase fechando negócio com o Líbano. Estamos negociando mel de flor de laranjeira e vamos mandar as especificações da própolis”, revelou.

Tipos

Lambertucci explicou que há diferentes tipos de mel, que variam de acordo com as flores às quais as colmeias de abelhas têm acesso. O mel silvestre, um dos mais populares no Brasil, é produzido com o pólen coletado de flores variadas.

Há, no entanto, mel produzido a partir de apenas de um tipo de flor. No caso da Lambertucci, a empresa produz, além do mel silvestre e do de eucalipto, quatro tipos considerados exóticos: de flores de café, de flores de laranja, de flores de cipó-uva e de flores de capixingui. “Os tipos exóticos são de pequena produção e são mais caros”, explicou.

As variedades mais exportadas pela empresa são as silvestres, seguidas pelas de eucalipto e as exóticas.

Continue Lendo Categoria: Feiras e Eventos

2002-2015

8-motivos-mel

Quando o assunto é o mel na dieta, sempre pinta aquela dúvida. É saudável? Engorda? A seguir, a nutricionista Priscila Di Ciero responde a todas as perguntas.

Qual a composição nutricional do mel?
É rico em carboidratos que são convertidos em açúcar rapidamente, elevando a glicemia e dando energia e disposição. Ainda conta com vitaminas e minerais úteis na saudabilidade do metabolismo como um todo.

Podemos encontrá-lo no mercado em quais variações? Quais a recomendada?
Há diversas. De laranjeira, eucalipto, com própolis, geleia real, depende se usará em receitas ou para fins medicinais. Os dois últimos já que deixam gosto residual em receitas.

Existe alguma contraindicação?
Sim, crianças menores de 2 anos e pessoas com alta glicemia (e diabéticos, por exemplo) e com triglicérides elevados.

Oito benefícios do mel

1 – Combate doenças do coração por ser rico em antioxidantes – Como as doenças cardiovasculares registram piora com quadro inflamatório, alimentos ricos em antioxidantes ajudam a proteger o coração e as artérias.

2 – Alguns trabalhos mostram efeito na prevenção de doenças gastrointestinais.

3 – Efeitos antibacteriano e antifúngico.

4 – Ajuda a melhorar a performance pois ajuda na recuperação do glicogênio muscular após a pratica de atividade, por exemplo.

5 – Reduz tosse e inflamação na garganta.

6 – Prebiótico – Ajuda a alimentar os probióticos, as ” boas bactérias” intestinais. Com isso, ajuda a melhorar a absorção de nutrientes e a eliminação de toxinas.

7 – Muito bom pra pele – Ajuda a manter a pele hidratada.

8 – Ajuda a manter o pique, o bom humor e a qualidade do sono.

honey-for-skin

Qual é a quantidade diária recomendada?
Depende, para a prescrição levamos em conta a individualidade bioquímica.

Três dicas para ingerir o mel sem comprometer a dieta?
1 – Misturado com o iogurte desnatado.
2 – Passando no pão com tahine no café da manhã.
3 – Após o treino, associado com o shake de proteína.

O mel é interessante no pós-treino? Por quê?
Sim, é ótimo por ser uma ótima fonte de carboidrato de rápida absorção, o que ajuda a carregar melhor os nutrientes para dentro da musculatura, além e ser fonte de patalinose, um tipo de açúcar que vem sendo estudado com benefícios para controlar resistência à insulina, o que atrapalha o ganho de massa e a definição muscular.

Fonte e créditos: Barra de Cereal

Continue Lendo Categoria: Saúde e Beleza

1702-2015

paodemel

Ingredientes

  •  6 colheres (sopa) de mel
  • 2 colheres (sopa) de manteiga
  • 2 xícaras (chá) de leite
  • 2 xícaras (chá) de farinha de trigo
  • 1 xícara (chá) de açúcar mascavo
  • ½ xícara (chá) de chocolate em pó
  • 1 colher (café) de canela em pó
  • 1 colher (café) de cravo em pó
  • ½ colher (sopa) de bicarbonato
  • ½ colher (sopa) de fermento em pó

Modo de preparo

Derreta o mel e a manteiga no micro-ondas. Em seguida, leve à batedeira e em velocidade baixa junto com o leite. Misture todos os secos em um bowl e acrescente na mistura de mel sem parar de bater. Unte uma assadeira e leve ao forno por aproximadamente 30 minutos à 180ºC.

Fonte: http://entretenimento.band.uol.com.br/diadia/receita/22256/P%C3%A3o-de-Mel-de-Colher.html

Chef Denise Pensutti

http://www.brigadeirodicunhada.com.br

Continue Lendo Categoria: Uncategorized

302-2015

blog

A Abelha-europeia constrói as paredes do favo de mel com cera, que é produzida em glândulas localizadas na parte de baixo do seu abdômen. O favo de mel é considerado uma maravilha da engenharia. Porque?

Analise o seguinte: por séculos, matemáticos achavam que a forma hexagonal era melhor que triângulos equiláteros e quadrados-ou qualquer outra forma-para dividir um espaço, aproveitando ao máximo e usando o mínimo de material. Mas eles não sabiam explicar exatamente motivo. Em 1999, o professor Thomas C. Hales provou isso matematicamente com o que ele chamou de “conjectura do favo de mel”. Ele demonstrou que hexágonos regulares regulares são a melhor maneira de dividir um espaço em partes iguais com mínimo de sustentação estrutural.

Por utilizarem células hexagonais, as abelhas podem usar melhor todo espaço disponível, produzir um favo de mel de paredes leves e firmes com a mínima quantidade de cera e armazenar a máxima quantidade de mel nesse espaço. Não é de admirar que o favo de mel seja considerado uma “obra-prima da arquitetura”.

Atualmente, os cientistas imitam o favo de mel para criar estruturas resistentes e que tenham um melhor aproveitamento de espaço. A engenharia aeronáutica, por exemplo, usa estruturas em forma de favo de mel para construir aviões mais fortes e mais leves, gastando assim menos combustível.

Uma reflexão: O que você acha, será que a estrutura notável do favo de mel é resultado da evolução? Ou teve um projeto?

Fonte: Revista Despertai, Janeiro de 2015. Página 7 (O favo de mel)

Continue Lendo Categoria: Você Sabia?

2101-2015

blog-mel-cabelo

O mesmo mel que você guarda no armário para aliviar os sintomas da gripe também pode ser usado para resgatar o brilho do cabelo, acelerar a cicatrização das espinhas e deixar a pele e os lábios mais lisos e macios. “O poder nutritivo, cicatrizante, antisséptico e antioxidante do ingrediente se deve ao mix de vitaminas C, E e do complexo B, além de sais minerais, especialmente cálcio e magnésio”, esclarece a farmacêutica Mika Yamaguchi, consultora técnica da Biotec Dermocosméticos, em São Paulo.

Apesar disso, ela afirma que a grande estrela do alimento é o açúcar, que tem a capacidade de captar as moléculas de água, favorecendo a hidratação, reforçar a barreira de proteção da pele e fornecer energia às células. “É por essa razão que hoje o mel é empregado tanto na limpeza de pele e na esfoliação quanto no pós-peeling e nos tratamentos pós-verão”, conta a esteticista Viviane Passos, do Espaço Beleza Social, em São Paulo. Lá, ela afirma que reserva o mel puro principalmente para quem tem pele delicada, envelhecida, muito ressecada ou é adepta de soluções menos agressivas para manter a beleza do rosto e do corpo. “Quinze minutos em contato com a pele limpa são suficientes para recuperar o brilho do rosto ou facilitar o deslizamento das mãos na massagem anticelulite e ajudar no processo de eliminação de toxinas”, completa Viviane.

Faça em casa
A esteticista e cosmetóloga Roseli Siqueira, de São Paulo, queridinha das atrizes Guilhermina Guinle, Zezé Polessa e Tânia Kalill e das cantoras Fafá de Belém e Wanderléa, ensina duas receitas caseiras à base de mel:

Para revitalizar o couro cabeludo e os fios
Em uma panela, aqueça 1 colher de sopa bem cheia de óleo de coco e reserve. Em banho-maria, derreta 1 colher de sobremesa de mel e acrescente ao óleo. Em seguida, passe a mistura com a ponta dos dedos em todo o couro cabeludo, sempre da nuca em direção ao topo da cabeça. Feito isso, mergulhe os dedos em um pouco de açúcar mascavo e friccione-os contra a cabeça com delicadeza. “Isso vai aumentar a irrigação sanguínea, limpar as crostas e desintoxicar ao mesmo tempo”, conta Roseli. Por último, passe um pouco de óleo de coco nas pontas dos fios, embrulhe a cabeça em uma toalha aquecida, aguarde dez minutos e lave com o xampu e o condicionador que está acostumada a usar.

Para estimular a renovação celular do rosto
Embrulhe uma bolinha de algodão em uma gaze, formando uma trouxinha, e reserve. Prepare 1 xícara de chá de hortelã com folhas naturais e acrescente 1 colher de sobremesa de mel. Quanto estiver morno, mergulhe a gaze no chá e passe em todo o rosto com movimentos circulares. Depois, aplique suavemente um pouco de açúcar mascavo nas partes mais grossas e enxágue com água corrente. Finalize com o seu hidratante habitual.

Fonte: UOL Mulher

Imagens e texto por: UOL Mulher

Continue Lendo Categoria: Receitas e Dicas

1501-2015

blog-geleia

Totalmente natural e fácil de introduzir na dieta, pois combina muito bem com diversos acompanhamentos, a geleia real é na verdade uma secreção glandular, de cor clara e aspecto gelatinoso, proveniente das abelhas mais jovens. Muito indicada contra a gastrite, por causa de sua propriedade antibacteriana e cicatrizante, serve, inicialmente, para a alimentação da abelha-rainha, que pode viver até cinco anos graças a alimentação baseada na substância. Aplicada na dieta humana, além de ser rica em vitaminas, minerais, carboidratos e proteínas, ajuda a eliminar o cansaço físico e mental, reduz o nível de colesterol ruim, é eficaz em casos de anemia e alivia dores reumáticas. Ela ainda contribui para aumentar a resistência contra gripes, já que estimula o sistema imunológico. Um de seus principais benefícios, no entanto, é o fato de regularizar o metabolismo energético. Assim, auxilia também no tratamento de diabetes, úlcera e outras doenças degenerativas, e protege a mucosa gástrica por meio da estimulação de fornecimento de sangue. Possui ação anti-inflamatória relacionada com as propriedades antioxidantes existentes e facilita o metabolismo celular, já que atua como estimulante e fortificante.

Modo de usar

Prefira consumir a geleia real pela manhã (em jejum) ou ao se deitar, e apenas 3 g ao dia são suficientes para ter seus benefícios. Dica importante: sempre use uma colher de plástico ou madeira para retirar a quantidade que você consumirá no dia.

Fonte: http://revistavivasaude.uol.com.br/nutricao/geleia-real-age-como-cicatrizante/329/

 

Continue Lendo Categoria: Saúde e Beleza

601-2015

importancia-das-abelhas

Operárias incansáveis, as abelhas trabalham duro na lavoura de seu Zé. Ao voar em busca do néctar, esbarram no pólen. E, assim, seguem de flor em flor. Até que cada flor vira fruto e a lavoura prospera. Como a abelha é valiosa para seu Zé!

“Tem gente que mata, eu não mato não. Para mim ela é tudo, ela ajuda”, afirma seu José Ildo Miranda da Silva, o Zé, agricultor.

Ele percebeu uma melhora de 80% na produtividade com o trabalho das abelhas. Mas nem sempre foi assim. O produtor chegou a pensar que eram pragas. Agora, ele diminuiu o uso dos agrotóxicos e nunca usa esses produtos quando elas estão por perto. “A gente bota cedinho, até 9h não tem abelha”, conta.

Elas aparecem por volta das 11h. O maracujá é um tipo de fruta que só se reproduz se houver abelha no ambiente. Senão, o lavrador tem que simular o trabalho das operárias da natureza.

“O fruto é maior, tem mais sementes quando polinizado pelas abelhas”, explica Maria Cristina Gaglianone, bióloga da UENF

Eficiência sem custo para seu Zé.

Globo Repórter: E aí a abelha trabalha o dia inteiro?
Zé: Trabalha o dia todo. Trabalham, não pago nada a ela. Deixa ela trabalhar.

As abelhas também são preciosas para seu Amaro. Vale ouro, mesmo em um cenário, que para muitos, seria de horror. Com roupa especial e fumaça, ele encara uma difícil missão: retirar uma colmeia com milhares de abelhas agressivas. Sem pressa, seu Amaro procura a rainha.

“Tem que levar a rainha. Se não achar a rainha as outras não entram”, diz Amaro Alves da Silva, apicultor.

Ele aprendeu a amar as abelhas há 27 anos, quando começou a produzir mel. São elas que garantem 70% do orçamento doméstico.

“Eu criei meus filhos tudo com mel”, conta.

O Globo Repórter foi conhecer de perto um dos tesouros de seu Amaro.

Globo Repórter: Olha, nós estamos a poucos metros do apiário e ali há 20 colmeias. A estimativa é de 50 mil abelhas por colmeia. Ou seja, o senhor tem um milhão de abelhas?
Amaro: Um milhão de abelhas.
Globo Repórter: Tem um horário que elas ficam mais atiçadas?
Amaro: Tem. Elas ficam mais agressivas quando está chovendo, quando está o tempo nublado.

Para quem não está acostumado, é assustador. São muitas! O zumbido delas é alto e dá agonia. Já seu Amaro trabalha sem luvas, confiante de que não vai ser atacado.

As abelhas servem como termômetro de um meio ambiente. A presença delas é sinal de saúde da floresta. Hoje, são cada vez mais raras na Mata Atlântica.

“Isso quer dizer que essa floresta provavelmente está bastante alterada e que vários recursos que teriam normalmente ali não já não existem”, diz a bióloga Maria Cristina.

E se elas continuarem sumindo, vamos sentir na nossa mesa. A abóbora, o melão, o açaí, a maçã, o maracujá, a castanha-do-pará, a de caju e muitos outros podem desaparecer também.

“A nossa alimentação vai ser empobrecida. Vários itens que a gente usa como alimentos certamente não existiriam se não existirem as abelhas”, completa Maria Cristina.

Fonte: http://g1.globo.com/globo-reporter/noticia/2014/12/abelhas-ajudam-agricultor-aumentar-produtividade-de-lavoura.html

Continue Lendo Categoria: Você Sabia?

2212-2014

blog_propolis

Um novo estudo realizado no Japão descobriu que o própolis ― encontrado nas colmeias das abelhas ― pode ser a substância-chave para o fim da calvície. De acordo com o autor do estudo, Ken Kobayashi, os primeiros experimentos em cobaias animais já deram resultados positivos e, nos próximos meses, testes em humanos deverão ser feitos.

A substância, segundo os cientistas, tem propriedades anti-inflamatórias ― o que combateria a principal causa da queda dos cabelos.

De acordo com informações do site Daily News, os pesquisadores prepararam e rasparam vários ratos para testar a influência do própolis no crescimento do cabelo. Segundo eles, aqueles que receberam aplicações da substância mostraram uma maior regeneração capilar.

Kobayashi e sua equipe descobriram que o número de células que participam do processo do crescimento dos cabelos cresceu significativamente após as aplicações do própolis na pele.

Agora, os pesquisadores esperam realizar testes em seres humanos para verificar se o própolis causará os resultados esperados.

Fonte: http://noticias.r7.com/saude/propolis-podera-reverter-a-calvicie-diz-estudo-13122014

Continue Lendo Categoria: Você Sabia?

1512-2014

bee

Sem as abelhas não haveria alimento suficiente para abastecer a necessidade atual e crescente da humanidade. Na natureza, a polinização é feita por diversos insetos e animais, mas é a abelha quem melhor contribui para que isso seja feito em grande escala.

Culturas como as da maçã, pera, laranja, melão, melancia, café, castanha, abacate, morango, mirtilo, pepino, algodão, soja, pêssego, abóbora, cebola, castanhas, entre várias outras, dependem diretamente da polinização feita pelas abelhas para desenvolver sua produção. Por isso as abelhas exercem forte impacto na produtividade agrícola.

Entenda o que está acontecendo e saiba como ajudar:

http://www.semabelhasemalimento.com.br/

Créditos: Imagem e texto por http://www.semabelhasemalimento.com.br/

Continue Lendo Categoria: Você Sabia?