Oito motivos para incluir o mel no seu plano alimentar | Apiários LambertucciApiários Lambertucci

2002-2015

Oito motivos para incluir o mel no seu plano alimentar

8-motivos-mel

Quando o assunto é o mel na dieta, sempre pinta aquela dúvida. É saudável? Engorda? A seguir, a nutricionista Priscila Di Ciero responde a todas as perguntas.

Qual a composição nutricional do mel?
É rico em carboidratos que são convertidos em açúcar rapidamente, elevando a glicemia e dando energia e disposição. Ainda conta com vitaminas e minerais úteis na saudabilidade do metabolismo como um todo.

Podemos encontrá-lo no mercado em quais variações? Quais a recomendada?
Há diversas. De laranjeira, eucalipto, com própolis, geleia real, depende se usará em receitas ou para fins medicinais. Os dois últimos já que deixam gosto residual em receitas.

Existe alguma contraindicação?
Sim, crianças menores de 2 anos e pessoas com alta glicemia (e diabéticos, por exemplo) e com triglicérides elevados.

Oito benefícios do mel

1 – Combate doenças do coração por ser rico em antioxidantes – Como as doenças cardiovasculares registram piora com quadro inflamatório, alimentos ricos em antioxidantes ajudam a proteger o coração e as artérias.

2 – Alguns trabalhos mostram efeito na prevenção de doenças gastrointestinais.

3 – Efeitos antibacteriano e antifúngico.

4 – Ajuda a melhorar a performance pois ajuda na recuperação do glicogênio muscular após a pratica de atividade, por exemplo.

5 – Reduz tosse e inflamação na garganta.

6 – Prebiótico – Ajuda a alimentar os probióticos, as ” boas bactérias” intestinais. Com isso, ajuda a melhorar a absorção de nutrientes e a eliminação de toxinas.

7 – Muito bom pra pele – Ajuda a manter a pele hidratada.

8 – Ajuda a manter o pique, o bom humor e a qualidade do sono.

honey-for-skin

Qual é a quantidade diária recomendada?
Depende, para a prescrição levamos em conta a individualidade bioquímica.

Três dicas para ingerir o mel sem comprometer a dieta?
1 – Misturado com o iogurte desnatado.
2 – Passando no pão com tahine no café da manhã.
3 – Após o treino, associado com o shake de proteína.

O mel é interessante no pós-treino? Por quê?
Sim, é ótimo por ser uma ótima fonte de carboidrato de rápida absorção, o que ajuda a carregar melhor os nutrientes para dentro da musculatura, além e ser fonte de patalinose, um tipo de açúcar que vem sendo estudado com benefícios para controlar resistência à insulina, o que atrapalha o ganho de massa e a definição muscular.

Fonte e créditos: Barra de Cereal