Nós e as abelhas.Apiários Lambertucci

2910-2018

Nós e as abelhas.

nos-e-as-abelhas

Nós seres humanos somos dotados de uma inteligência extraordinária que nos torna capaz de alcançar o sucesso na execução das mais básicas até as mais complexas atividades.

Somos sempre interessados a nos desafiar e ir além do que já conquistamos ou aprendemos, por isso, somos uma espécie em constante evolução.

Se fizermos uma comparação do ser humano com os animais notaremos aspectos parecidos, mas uma coisa é fato, a semelhança não nos torna idênticos, pois os animais suprem suas necessidades e se adaptam ao ambiente por questão de sobrevivência e nós seremos humanos nos adaptamos além da questão da sobrevivência, sempre buscamos explorar mais e conhecer o “novo” e desvendar “mistérios”. Faremos uma breve comparação do “nós” (seres humanos) e as abelhas.

As abelhas se assemelham por comportamentos e por exercerem um papel fundamental na natureza, assim como nós também exercemos, pois sem a nossa “humanidade” não existirá novos conhecimentos e nem novas explorações, vivemos em busca de novidades e de suprir cada vez mais as nossas necessidades de maneiras diferentes, por isso entraremos na questão de personalidade, que é o que nos torna únicos e nos diferencia uns dos outros nos levando a alcançar “novos horizontes” e a pergunta é: Será que as abelhas possuem personalidades também?

Um estudo realizado por uma instituição nos Estados Unidos comprovou que as abelhas, mesmo vivendo em uma sociedade bem estruturada possuem personalidades distintas. Este estudo foi feito através de experiências com comidas novas e com aromas distintos em cada dia. Foi comprovado que algumas abelhas permaneceram na mesmice e outras preferiram experimentar novos aromas e sabores. Isto nos revela que a busca por “novidades” nos faz ir além do que imaginamos, no caso das abelhas, a procura de novos sabores ou a experimentação deles leva elas a terem mais opções de alimento para trazer a colmeia, assim, se por algum motivo aquela flor acaba, essas abelhas de personalidade diferente vão saber procurar e experimentar por novas flores.

Outro comportamento das abelhas que é semelhante a nós é a forma com que tomam decisões na colmeia, elas entram em consenso através de estímulos e se refletirmos nós também somos estimulados e chegar a tomar uma decisão. Quer um exemplo? É só olhar os estímulos que recebemos da sociedade em quem vivemos, principalmente quando compramos um produto pela sua propaganda, mesmo sem conhecer seu conteúdo.

Existem muitas semelhanças que poderíamos citar aqui, mas uma que é fascinante é a união das abelhas em prol de um único objetivo, como se fossem um único corpo com distintas funções. Nós seres humanos participamos também de grupos da sociedade pelo qual nos identificamos, sendo que fazemos parte da “comunidade” que possui um objetivo igual ao que nós acreditamos e que em alguns casos visa o bem de todos que fazem parte daquele grupo.

 Mesmo que nós seres humanos não possamos nos manter sempre organizados como as abelhas, ainda podemos ser todos uma “colmeia” exercendo funções distintas mas que nos levam ao mesmo objetivo.