Mel de Abelha: A Verdade Que Você Precisa Saber Sobre o Seu GostoApiários Lambertucci

2304-2018

A Surpreendente Verdade Que Você Precisa Saber Sobre o Gosto do Mel de Abelha

mel de abelha

Qual o sabor do mel de abelha? Talvez você ache essa pergunta meio óbvia e responda: “Ué, é doce!” Realmente, essa é a sua principal característica, ser açucarado. Mas e quanto ao gosto?

Muitas pessoas não percebem ou até mesmo nunca pararam para pensar sobre isso, mas há quem diga que dependendo do tipo do mel, pode haver uma variação. Curioso não? Será que é verdade? Continue nesse artigo e você irá descobrir!

 

Como o Mel de Abelha é Feito?

 

Como já sabemos, as abelhas operárias é que são as encarregadas de saírem para a coleta do néctar das flores, e então, elas armazenam essa substância em um reservatório, fora do seu estomago, que funciona como uma espécie de tanque para então transportá-lo até a colmeia, dentro dele cabem cerca de 70mg.
Quando as abelhas finalmente estão de tanque cheio, elas pegam a estrada com o caminho mais curto para a colmeia, e é durante esse trajeto que o néctar começa a se transformar em mel, graças às enzimas que essas pequenas trabalhadoras produzem em suas glândulas da boca.
De volta a colmeia elas transferem o néctar para as abelhas mais jovens que irão continuar o trabalho. Elas processam o néctar por aproximadamente 30 minutos após isso o espalham nos favos de mel, então a água evapora, se torna uma calda mais grossa e por fim se torna o Mel.
Para que o mel seque mais rápido, as abelhas usam suas asas para abaná-lo, e quando a substância está boa o suficiente, elas selam o favo com um tampão feito de cera.
O trabalho é doce, mas pesado! No entanto, o que muitos não sabem é que durante todo esse processo de fabricação, alguns fatores, podem interferir no gosto de mel, continue por aqui e saiba como isso acontece no próximo tópico.

 

Tem Sabor de Mel, Mas… De Qual?

 

Há um tempo atrás falamos aqui no blog sobre os diferentes tipos de mel de abelha, nesse post citamos o mel de laranjeira, mel silvestre e o mel eucalipto. Cada um possui características e gostos diferentes, e isso se deve por conta de algumas variações, mas quais são essas?
Tudo depende da espécie da abelha, do lugar onde o mel é produzido e do néctar extraído. O néctar é um combinado de açucares e 1% de minerais e são esses minerais que influenciam a composição química e consequentemente alteram os gostos e aromas.
O mel de laranjeira, por exemplo, é extraído de flores das laranjeiras e então é mais doce, o mel de eucalipto é mais escuro e com sabor intenso, por conta da grande quantidade de ferro, magnésio, cálcio e enxofre, já o mel silvestre, o mais popular no Brasil vem do néctar de diversas flores.
O local onde a colmeia se encontra também influencia no gosto, o Estadão publicou uma análise feita em 2015, que comprovou que a abelha faz mel com o gosto do lugar. Foram analisados o mel de abelha de Tanque Novo BA do produtor Delissandro Carneiro e o de Canarana BA do Thiago Alves. Apenas 400 km separam essas colmeias, e o resultado foi surpreendente.
O mel de Tanque Novo traz um gosto de azeitona fresca e dá uma sensação de picância, já o de Canarana é amadeirado com um leve sabor defumado.
Cada espécie de abelha pode produzir um tipo de mel com cor, consistência e cheiro diferentes. O fato é que mesmo dentro da mesma colmeia o gosto pode variar, ou seja, não haverá dois méis iguais.

 

Agora ao comprar o seu mel de abelha, poderá escolher conforme a sua necessidade e então fazer a escolha ideal para o seu caso. Não se esqueça de consumir com moderação afinal, estamos falando de um alimento rico em açúcar e também de optar por produto 100% natural e de qualidade, como o Mel Lambertucci.