Conheça a vida e a função do zangão em uma colmeia.Apiários Lambertucci

501-2018

Conheça a vida e a função do zangão em uma colmeia.

Conheca-a-vida-e-a-funcao-do-zangao-em-uma-colmeia

Os únicos machos de uma colmeia, os zangões são os responsáveis pela fecundação da abelha rainha durante o voo nupcial, que os atraem pelo seu feromônio sexual.

Diferente das abelhas operárias, os zangões são maiores e mais fortes, porém não possuem órgãos para trabalho e nem ferrão – ou seja, se um dia você for ferrado por uma abelha, certamente não terá sido por um zangão.

Suas asas são maiores e sua musculatura para voo é bem mais desenvolvida, além de olhos compostos e antenas com maior capacidade olfativa. Tudo isso ajuda o zangão a ter maior orientação, percepção e rapidez para a localização de rainhas virgens.

Talvez agora você esteja se perguntando: mas como eles nascem?

O zangão nasce de ovos não fecundados, por um fenômeno natural conhecido como partenogênese (desenvolvimento de um ser vivo a partir de óvulo não fecundado), nascendo assim 24 dias após a postura do ovo e as larvas geradas a partir desse processo são criadas em alvéolos maiores que os alvéolos das larvas de operárias.

Este tipo de abelha atinge a maturidade sexual aos 12 dias de vida e vivem aproximadamente de 80 a 90 dias, dependendo única e exclusivamente das abelhas operárias para sobrevivência.

Os machos da colmeia morrem quando fazem a cópula com a rainha, ou quando são expulsos da colmeia devido à escassez de alimento.

Curiosidade: Em cada colmeia vivem aproximadamente 400 zangões.

Agora você conhece a única abelha responsável pela existência de outras abelhas. Legal, né?