Comunicação das Abelhas através do FeromôniosApiários Lambertucci

1807-2017

Comunicação das Abelhas através do Feromônios

comunicacao-das-abelhas-atraves-dos-feromonios
A comunicação das Abelhas pode ocorrer de diferentes formas, por meio de sons, substâncias químicas, tato, danças, transferência de alimentos ou estímulos eletromagnéticos.

Um dos meios mais importantes de comunicação da Abelhas do tipo Apis mellifera é a transferência de alimento, pois, durante a transferência, ocorrem trocas de algumas secreções glandulares entre uma abelha e outra.

Esse simples gesto de troca de alimento pode informar a necessidade de néctar e água, odor e sabor da fonte de alimento, entre outras atividades. Durante esse processo, também são transferidos feromônios, que estimulam ações específicas.

A mensagem química transmitida pelos feromônios tem por objetivo estimular determinado comportamento, que pode ser de alarme, agregação, contribuição na produção de alimentos, defesa, ataque, acasalamento, etc.

Vejamos alguns exemplos de Feromônios produzidos pelas Abelhas:

Feromônios produzidos pelas operárias

Feromônio de trilha: Orienta as operárias na localização do ninho e de fontes de alimento.
Feromônio de alarme: Alerta as operárias quanto à presença de inimigo próximo à colmeia.
Feromônio de defesa: Liberado por operárias, durante a ferroada, atrai outras operárias para ferroarem o local.
Feromônio de detenção: Repele as operárias de fontes sem disponibilidade de alimento.
Feromônio da glândula de Nasonov: Liberado na entrada da colmeia, durante a enxameação e em fontes de água e alimento, ajuda na orientação e no agrupamento das abelhas.

Feromônios produzidos pela rainha

Feromônio da glândula mandibular: Atrai zangões para o acasalamento, mantém a unidade da colmeia, inibe o desenvolvimento dos ovários das operárias e a produção de outras rainhas.
Feromônio das glândulas epidermais: Atrai as operárias. Age em sinergia com o feromônio da glândula mandibular.
Feromônio de trilha: Ajuda a evitar a produção de novas rainhas.

Feromônio produzido pelo zangão

Feromônio da glândula mandibular do zangão: Atrai rainhas e outros zangões para a zona de congregação de zangões.