A ciência responde: Própolis faz bem para a saúde?Apiários Lambertucci

2809-2017

A ciência responde: Própolis faz bem para a saúde?

propolis-faz-bem-para-a-saude

Pesquisas já comprovaram que a Própolis produzida pelas abelhas ajuda o sistema imunológico humano e pode ir muito além disso.

A Própolis é um antsséptico incrível: fesde do Egito antigo, a Própolis é utilizada como antisséptico, no tratamento de feridas e inclusive na conservação dos corpos.
O famoso ritual de mumificação, aliás, guarda semelhanças com o que é praticado ainda hoje pelos enxames. “Se não é possível remover uma abelha morta de dentro da colmeia, as outras a embalsamam para preservar a saúde de todas”, revela o biólogo e imunologista José Maurício Sforcin, professor da Universidade Estadual Paulista (Unesp), em Botucatu, no interior de São Paulo.

A Própolis combate bactérias: se você já usou própolis alguma vez na vida (seja via spray, seja por gotinhas diluídas em água), é bem provável que tenha sido para aliviar alguma dor ou infecção na garganta. E tem fundamento. Estudos clássicos da década de 1990 mostraram que a substância combate bactérias responsáveis por doenças nas vias respiratórias. Até as bactérias do estômago saem perdendo.

Ótima contra a cárie: o poder antimicrobiano dessa resina brilha também contra a cárie dental. Em alguns trabalhos, ela inclusive superou estratégias convencionais para coibir a reincidência da bactéria. “A própolis controla o micro-organismo inibindo os chamados fatores de virulência, isto é, os polissacarídeos, que colam a placa bacteriana, e os ácidos, que desmineralizam o dente”, explica o farmacêutico Pedro Luiz Rosalen, professor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Excelente para a pele: em estudo realizado com pessoas internadas na Unidade de Queimados do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, no interior paulista, um gel à base da resina se mostrou bastante proveitoso para a recuperação da pele.

Ação antioxidante: os compostos fenólicos presentes na resina, em especial os flavonoides, merecem destaque no papel de prevenção e combate a inflamações e infecções. Isso porque anulam radicais livres, moléculas que, em excesso, fragilizam o organismo.

Incrível né?!